Reciclagem de metais e suas aplicações

Reciclagem de metais e suas aplicações
Reciclagem de metais e suas aplicações

Reciclagem de metais abrange todos os tipos disponíveis no lixo. Separam-se magneticamente as sucatas em ferrosas e não-ferrosas.

Geralmente os metais ferrosos são direcionados para as usinas de fundição. Lá a sucata é incorporada a carga e fundida. A sucata reciclada demora intervalos muito curtos de tempo para ser transformada novamente em lâminas de aço usadas por vários setores industriais. Cada tonelada de aço reciclado representa uma economia de 1.526 kg a 2280Kg de minério de ferro, 763 kg a 1140 kg de coque e 381,5 kg a 570 kg de calcário.

Veja as aplicações dos diferentes tipos de metais:

TiposAplicações
Ferrosos
FerroUtensílios domésticos, ferramentas, peças de automóveis estruturas de edifícios, latas de alimentos e bebidas;
Não-Ferrosos
AlumínioLatas de bebidas, esquadrias;
CobreCabos telefônicos e enrolamentos elétricos, encanamentos;
ChumboBaterias de carros, lacres;
NíquelBaterias de celular;
ZincoTelhados, Baterias;
  • Reciclagem do aço

Por serem magnéticas, podem ser separadas mecanicamente por meio de eletroímãs antes ou depois da incineração. Se incineradas em temperatura acima de 1500oC, as latas de aço sofrem intensa oxidação e voltam ao estágio natural de minério de ferro, perdendo o valor. As latas de aço que não são recicladas enferrujam. Elas se decompõem, voltando ao estado natural – óxido de ferro. Em 2010, foram produzidas 33,3 milhões de toneladas de aço bruto no país, dentro deste montante, 604 mil toneladas foram de aço na folhas de Flanders para embalagens.

Cerca de 10,2 milhões de toneladas de sucatas foram utilizadas para a produção de novo aço, valor correspondente a 30,6% do aço produzido no Brasil. O aço é o material mais reciclado do mundo, sendo que em 2010 foram recicladas cerca de 424 milhões de toneladas no planeta. 49% do total das latas de aço consumidas no Brasil em 2010 foram recicladas, incluindo 82% reciclados de latas de aço para bebidas. A sucata de aço também entra na composição dos ferros fundidos.Os fornos Cúbilot são verdadeiros papa-tudo, com exceção apenas de sucatas pintadas, pois podem conter na tinta o elemento chumbo, que em teores baixos, da ordem de ppm. Os fornos a indução trabalham com sucata limpa, devido custo energético.

  • Reciclagem de Alumínio

A reciclagem de alumínio é feita tanto a partir de sobras do próprio processo de produção, como de sucata gerada por produtos com vida útil esgotada. A lata de alumínio para bebidas, cuja sucata transforma-se novamente em lata após a coleta e refusão, sem que haja limites para seu retorno ao ciclo de produção. No ano de 2010, a reciclagem de latas de alumínio para bebidas movimentou R$ 1,8 bilhão na economia nacional.

Somente a etapa de coleta (a compra das latas usadas) injetou R$ 555 milhões, o equivalente à geração de emprego e renda para 251 mil pessoas. O material é recolhido e armazenado por uma rede de aproximadamente 130 mil sucateiros e cooperativas de catadores, responsáveis por 50% do suprimento de sucata de alumínio à indústria. A cada quilo de alumínio reciclado, de quatro a cinco quilos de bauxita são poupados. Para se reciclar uma tonelada de alumínio, gasta-se somente 5% da energia que seria necessária para se produzir a mesma quantidade de alumínio primário.

  • Reciclagem do Cobre

O cobre é um dos materiais mais reciclados desde a Antiguidade, devido à facilidade e efetividade na recuperação. A reutilização do cobre é por volta de 85% mais econômico do que a extração natural. Não existe diferença de qualidade do material reciclado para o metal primário. Há uma estimativa de que 80% de todo o cobre extraído durante os últimos 10 mil anos ainda está em uso na atualidade”.

Esses produtos no final de as vida funcional são fontes de cobre: Cabos elétricos, motores, computadores, instalações de encanamentos, gás, calefação ou cabos elétricos, válvula, eletrodomésticos.

Cadastre-se!

Para mais informações

EnglishPortugueseSpanish